Marketing

Psicologia das cores no marketing: o que é e como aplicar?

Tempo de leitura:

Você sabe como utilizar a psicologia das cores no marketing?

Piscologia das cores

Pense em uma marca. Pode ser qualquer uma. Muito provavelmente, a imagem que veio instantaneamente na sua cabeça foi a logo e, consequentemente, as cores usadas, certo? Essa associação que fazemos instintivamente tem um nome: psicologia das cores. E ela pode trazer muitos benefícios para o seu negócio. 

Em uma estratégia de marketing efetiva, todos os pormenores são fundamentais para o sucesso do planejamento. Desde questões mais burocráticas até os mínimos detalhes. E um dos maiores erros que um profissional pode cometer na hora de organizar o projeto é ignorar a parte visual, especialmente as cores utilizadas. 

A escolha das cores corretas define a forma que os clientes vão lembrar de sua marca. E principalmente nos dias atuais, cada vez mais visuais, essa é uma ferramenta fundamental para trazer a identidade e personalidade que você deseja. Afinal, estamos falando da cara do negócio!

Quer saber mais sobre o assunto? Nesse artigo, iremos te apresentar os principais conceitos para usar a psicologia das cores no marketing. 

Siga a leitura!

 

O que é a psicologia das cores?

A psicologia das cores é caracterizada por uma série de conceitos e estudos que analisam a influência das cores nas percepções humanas. Ou seja, esse campo explora as diferentes sensações que cada cor traz para o nosso cérebro. Mas afinal, como surgiu esse conceito? Bem, para te dar essa resposta precisamos voltar um pouco no tempo. 

No ano de 1666, o genial físico Isaac Newton, ao observar a luz branca se transformando em diversas outras cores ao passar por um prisma, fez uma descoberta revolucionária: as cores primas; que por sua vez, quando misturadas, geram as cores secundárias. 

Influenciado pelas descobertas de Newton, o cientista alemão Johann Wolfgang Von Goethe, em 1810, publicou o livro Teoria das Cores. Nessa obra, é defendida a tese de que a visualização das cores depende da percepção que cada indivíduo tem sobre um objeto. 

Com o passar dos anos, a soma dessas duas descobertas resultou em novos estudos sobre como as cores são percebidas pelo ser humano. E assim nasceu a psicologia das cores, se tornando presente em toda marca de sucesso. 

 

Como é a Psicologia das cores no marketing? 

Por estar ligada com os nossos sentimentos e desejos, consequentemente a psicologia das cores pode fazer toda a diferença na nossa tomada de decisão. E esse processo está totalmente alinhado com o objetivo principal do marketing, que é influenciar o cliente a decidir comprar na sua marca. Tudo a ver, não é?

Considerando essa relação, um bom estrategista de marketing tomará bastante cuidado ao escolher as cores atreladas ao serviço ou produto. Ou seja, a tonalidade atrelada ao projeto faz parte ativamente da estratégia que entrará em circulação. 

Segundo estudos de Neil Patel, uma das maiores referências do mundo quando o assunto é marketing digital, “a cor representa 85% da razão pela qual você comprou um produto específico”. Além disso, uma pesquisa realizada pela Quick Sprout revelou que um negócio pode atingir mais de 80% de reconhecimento no mercado quando fecha nas cores ideais. 

Ok, mas o que esses dados podem nos dizer? Simples. A psicologia das cores é uma área realmente funcional e que pode trazer diversos benefícios para a sua empresa. Ignorar esse conhecimento é abrir mão de um leque enorme de novas possibilidades de ver a marca crescer e se estabelecer no mercado. 

 

O significado das cores no marketing 

Agora que compreendemos a importância desse conceito para sua marca, talvez você esteja querendo botar a mão na massa e deixar seus projetos multi coloridos e chamativos. 

Bem, vamos com calma! Como citamos acima, cada cor conta com suas particularidades específicas. Dessa forma, entender as características de cada uma é fundamental para elaborar sua estratégia. 

Lembre-se: cada tipo de comércio conta com uma tonalidade que se encaixa mais. Não é porque o azul funcionou no restaurante de um conhecido que também cairá bem na sua marca de artigos esportivos, por exemplo. Pensando nisso, separamos pequenas definições e significados das cores no marketing. 

Confira!

Amarelo

Piscologia das cores

O amarelo transmite três ideias principais: otimismo, esperança e acolhimento. Ou seja, é uma cor que traz conforto para quem vê. Ela também é utilizada para prender a atenção dos clientes, garantindo que eles foquem imediatamente no produto apresentado. 

É por essa capacidade de chamar a atenção que muitas CTAs (Call To Action) e sites apresentam itens amarelos. Nesse contexto, a cor passa uma imagem de confiança e credibilidade para a empresa. 

Por fim, pense nas maiores redes de fast food do mundo, o McDonald’s e o Burger King. O que a parte visual delas têm em comum? Exatamente, o amarelo! Geralmente, a cor também está bastante associada à fome, sendo usada por restaurantes para estimular o apetite dos clientes. 

Branco

Piscologia das cores

Qual sentimento vem na sua cabeça quando você pensa na cor branca? Muito provavelmente, você respondeu sensações de calma, tranquilidade e harmonia, certo? Essa associação acontece porque o branco é uma cor neutra internacionalmente conhecida por representar a paz. 

Apesar de não ter tanto efeito quando está sozinho em um projeto, o branco pode trazer resultados belíssimos quando combinados com outras cores. E é justamente por esse motivo que a cor está sempre presente em fundo de blogs, e-mails e mídias sociais. 

Azul

Piscologia das cores

O azul certamente é uma das cores mais populares. No entanto, devemos lembrar que ele conta com várias tonalidades diferentes, cada uma com suas próprias características. 

Quando puxado mais para o lado escuro, ele assume um papel de confiança, autonomia e poder. Normalmente, empresas do meio corporativo utilizam a cor para evocar autoridade e segurança. 

O azul claro, por sua vez, vai para um lado um pouco diferente. Ele transmite a ideia de produtividade e sucesso. E é claro, por ser muito associado ao mar, a cor traz uma sensação de frescor. 

Laranja

Piscologia das cores

Laranja é uma cor bastante associada com movimento, dinâmica e iniciativa. Por conta dessas características, ela é muito utilizada em esportes, sendo comum em bolas de basquete, pistas de atletismo e quadras poliesportivas. 

O laranja cativa o cliente justamente por essa energia que evoca, passando a ideia de uma marca ativa e muito eficiente. 

Vermelho 

Piscologia das cores

Quando falamos de cores para chamar atenção e que mais se destacam em um ambiente, certamente o vermelho sai em vantagem. Ela representa urgência, atenção. Por esse motivo, muitas empresas utilizam em estratégias de marketing para promoções e liquidações. 

Estamos falando de uma cor muito intensa, que além de emergência, também transmite sentimentos de perigo, poder e excitação. 

Preto

Psicologia das cores

Apesar de ser uma cor neutra, o preto nunca passa despercebido. Carregando sempre sensações de força e elegância, ele normalmente é associado com poder, aptidão, capacidade. 

Quando combinado com outras cores, o preto pode ganhar ainda mais significados, mas sempre com aquele toque elegante e poderoso. 

Normalmente, vemos o preto sendo muito utilizado em tipografias. Quando somado com o fundo branco, temos uma das combinações mais populares e clássicas do design. 

Marrom

Psicologia das cores

Por ser uma cor que nos remete a ambientes mais rústicos, feitos de madeira, o marrom é uma opção ideal se você está buscando elegância e sofisticação. 

Além disso, o marrom passa um sentimento de organização e engajamento. Por conta dessas características, muitas empresas em áreas como design de interiores, por exemplo, optam pela cor no projeto. 

Rosa

Psicologia das cores

Assim como o azul, o rosa também conta com várias particularidades, dependendo de seu tom. Quando utilizada de maneira mais clara, a cor passa a ideia de delicadeza, inocência. Por esse motivo, ela é bastante popular entre marcas que contam com um público alvo infantil, como lojas de roupas e doces. 

Na sua forma mais escura, o rosa exala modernidade, despertando o desejo do cliente em adotar inovações, seja em serviços ou produtos. 

Cinza

Psicologia das cores

Mais uma cor neutra na lista que, assim como o branco, costuma funcionar com eficiência quando somado com outras tonalidades. 

Normalmente, o cinza passa uma ideia de sobriedade, responsabilidade e profissionalismo. Para empresas que desejam transmitir esse tom mais sério, é uma excelente opção. 

Além disso, o cinza, assim como o rosa, também nos entrega sentimentos de modernidade e inovação. Por isso, diversas marcas relacionadas com tecnologia adotam a cor em suas estratégias. Quer ver? Pense na Apple. Qual é a tonalidade predominante tanto nos produtos quanto no marketing? 

Verde

Psicologia das cores

Logo de cara, assim que pensamos em verde, lembramos de natureza, paisagens, árvores e meio ambiente, certo? A associação com temas ecológicos é inevitável. 

No entanto, o verde também é conhecido por passar duas sensações bastante positivas: saúde e harmonia. Ou seja, estamos falando de uma cor aconchegante e que leva um conforto imediato para quem vê. 

E justamente por essa relação com a natureza, o verde evoca um sentimento de frescor, assim como o azul. Por isso, diversas empresas de produtos de limpeza e higiene apostam na cor em suas estratégias de marketing. 

No contexto mais corporativo, as marcas que adotam o verde em seus projetos geralmente são aquelas que desejam passar uma imagem de coerência. 

Roxo

Psicologia das cores

Para fechar a lista, temos o adorado e bastante popular roxo. A cor é bastante conhecida por trazer uma atmosfera nobre, requintada e sábia para o projeto. Além disso, ela também é associada à paz de espírito e tranquilidade. 

Por isso, muitas marcas especializadas em estética e beleza utilizam a cor. Salões de beleza, SPAs, manicures. Pode reparar que geralmente esses estabelecimentos apresentam diversos elementos roxos. 

Por fim, deixamos aqui um exercício mental: pense em outras marcas conhecidas e na forma nas quais elas inserem as cores em suas atividades e projetos. 

Ao fazer essa reflexão, você vai perceber que a utilização de diferentes tonalidades não é somente uma coincidência. Pelo contrário. É um estudo muito preciso e detalhado feito pelos profissionais de marketing envolvidos. 

 

Conheça a BYB!

Como vimos ao decorrer do texto, a psicologia das cores no marketing é uma excelente ferramenta para garantir mais confiabilidade e autoridade para o seu negócio. Através dela, uma marca demonstra muito mais personalidade, presença e originalidade. 

Especialmente considerando a competitividade de um mercado que valoriza cada vez mais a estética e questões imagéticas, saber trabalhar com as cores nas estratégias mostra-se indispensável para manter a empresa relevante. 

Para isso, valorize o uso das cores. Pegue todas as dicas passadas nesse artigo, veja quais opções mais se encaixam com a sua área e mão na massa! 

Gostou desse conteúdo? Quer ler mais posts assim? Não se preocupe! No blog da BYB, contamos com um enorme e riquíssimo acervo feito especialmente para os apaixonados por marketing digital. Acesse esse link e confira!

 

Isabelle de Paula

Texto de Isabelle de Paula
20 de julho de 2022

Estamos aqui para ajudar

Precisando de uma solução? Bata um papo com a BYB!

Entre em contato com a gente e entenda como nosso modelo de trabalho pode impulsionar a sua empresa.

Erro 404

Obrigado pela mensagem Em breve nossa equipe entrará em contato.